Os exemplos cá de dentro

Os exemplos cá de dentro

Mensagempor Scalabis » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 14:04

Seres decentes

Quando cumpria o seu segundo mandato, Ramalho Eanes viu ser-lhe apresentada pelo Governo uma lei especialmente congeminada
contra si.


O texto impedia que o vencimento do Chefe do Estado fosse «acumulado com quaisquer pensões de reforma ou de sobrevivência» públicas que viesse a receber.
Sem hesitar, o visado promulgou-o, impedindo-se de auferir a aposentação de militar para a qual descontara durante toda a carreira.
O desconforto de tamanha injustiça levou-o, mais tarde, a entregar o caso aos tribunais que, há pouco, se pronunciaram a seu favor.
Como consequência, foram-lhe disponibilizadas as importâncias não pagas durante catorze anos, com retroactivos, num total de um milhão e trezentos mil euros. Sem de novo hesitar, o beneficiado decidiu, porém, prescindir do benefício, que o não era pois tratava-se do cumprimento de direitos escamoteados e não aceitou o dinheiro.
Num país dobrado à pedincha, ao suborno, à corrupção, ao embuste, à traficância, à ganância, Ramalho Eanes ergueu-se e, altivo, desferiu uma esplendorosa bofetada de luva branca no videirismo, no arranjismo que o imergem, nos imergem por todos os lados.
As pessoas de bem logo o olharam empolgadas: o seu gesto era-lhes uma luz de conforto, de ânimo em altura de extrema pungência cívica, dedolorosíssimo abandono social.
Antes dele só Natália Correia havia tido comportamento afim, quando se negou a subscrever um pedido de pensão por mérito intelectual que a secretaria da Cultura (sob a responsabilidade de Pedro Santana Lopes) acordara, ante a difícil situação económica da escritora, atribuir-lhe. «Não, não peço. Se o Estado português entender que a mereço», justificar-se-ia, «agradeço-a e aceito-a. Mas pedi-la, não. Nunca!»
O silêncio caído sobre o gesto de Eanes (deveria, pelo seu simbolismo, ter aberto telejornais e primeiras páginas de periódicos) explica-se pela nossa recalcada má consciência que não suporta,de tão hipócrita, o espelho de semelhantes comportamentos.
“A política tem de ser feita respeitando uma moral, a moral da responsabilidade e, se possível, a moral da convicção”, dirá. Torna-se indispensável “preservar alguns dos valores de outrora, das utopias de outrora”.
Quem o conhece não se surpreende com a sua decisão, pois as questões da honra, da integridade, foram-lhe sempre inamovíveis. Por elas, solitário e inteiro, se empenha, se joga, se acrescenta acrescentando os outros.
“Senti a marginalização e tentei viver”, confidenciará,“ fora dela. Reagi como tímido, liderando”.
O acto do antigo Presidente («cujo carácter e probidade sobrelevam a calamidade moral que por aí se tornou comum», como escreveu numa das suas notáveis crónicas Baptista-Bastos) ganha repercussões salvíficas da nossa corrompida, pervertida ética.
Com a sua atitude, Eanes (que recusara já o bastão de Marechal) preservou um nível de dignidade decisivo para continuarmos a respeitar-nos, a acreditar-nos condição imprescindível ao futuro dos que persistem em ser decentes.

Fernando Dacosta
Imagem

Imagem Imagem
Avatar do Utilizador
Scalabis
Alexandre, o grande
Alexandre, o grande
 
Mensagens: 1385
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 22:17
Localização: Santarém Ribatejo Portugal

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor Arp » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 14:19

Há poucos, mas a boa excepção, além de confirmar a regra, permite pensar que talvez não esteja tudo perdido.
O saber, o aprender o novo, só não encontra espaço em cabeças que já estão cheias, principalmente de ideias preconcebidas.
Arp
Avatar do Utilizador
Arp
Sargento-mor
Sargento-mor
 
Mensagens: 3414
Registado: Sábado 13 Outubro 2007, 14:02

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor XôZé » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 15:45

Eu sempre admirei o General Eanes mas infelizmente nunca votei nele.

Na sua primeira candidatura à Presidência eu não tinha ainda capacidade eleitoral mas fui um ferveroso participante na sua campanha.

Jamais esqueço as imagens da sua pose sobre o tejadilho do veículo em Évora quando os comunas começaram aos tiros.

Na sua recandidatura senti-me traído pelo Sá Carneiro ao não o apoiar, apostando naquela figurinha com o mesmo apelido.

Se o avião caíu, juro que não estive envolvido.

Desliguei-me então do meu partido da altura e mantive a minha opção anterior mas continuava a não ter idade de votante.

Anos mais tarde com a formação do PRD seria Eanes a desiludir-me pois nunca o imaginei com ambições politicas que não apenas as que desempenhou de forma meritória e elevada.

Hoje continuo a admirá-lo apesar disso e por isso não me surpreendeu a chapada de luva branca que com essa recusa deu nesse que diz que é uma espécie de Pai da Democracia, o SÓares!

Um dos maiores traidores dos portugueses que construiram a pulso a sua vida nos territórios ultramarinos.
Imagem
Avatar do Utilizador
XôZé
Mouro
Mouro
 
Mensagens: 5218
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 02:12

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor Viriato » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 16:10

XôZé Escreveu:
Jamais esqueço as imagens da sua pose sobre o tejadilho do veículo em Évora quando os comunas começaram aos tiros.




também me lembro

e do resto do Verão de 1975 , o melhor Verão que Portugal conheceu ! :mrgreen:
Imagem
Sou capaz do melhor como do pior, mas no pior, sou eu o melhor !
Avatar do Utilizador
Viriato
Manda chuva
Manda chuva
 
Mensagens: 3077
Registado: Segunda-Feira 8 Outubro 2007, 16:38
Localização: Cidade Luz

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor Scalabis » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 16:51

XôZé Escreveu:Eu sempre admirei o General Eanes mas infelizmente nunca votei nele.
Na sua recandidatura senti-me traído pelo Sá Carneiro ao não o apoiar, apostando naquela figurinha com o mesmo apelido.


Eu nunca o admirei, e dificilmente o apoiaria, na altura a sua pose enquanto presidente da Republica sempre me meteu medo, talvez motivado pelo seu ar fechado, caduco autoritário e militarista.

Xô Zé pelos vistos andámos empenhados a colar cartazes a meter tarjas e de bandeira ao alto, só que na oposição :)
O General Soares Carneiro a quem dediquei algumas horas a fazer campanha pela AD, nunca me deu essa sensação, talvez por ser mesmo uma meia leca.
Imagem

Imagem Imagem
Avatar do Utilizador
Scalabis
Alexandre, o grande
Alexandre, o grande
 
Mensagens: 1385
Registado: Quinta-Feira 11 Outubro 2007, 22:17
Localização: Santarém Ribatejo Portugal

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor XôZé » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 18:02

Scalabis Escreveu: Xô Zé pelos vistos andámos empenhados a colar cartazes a meter tarjas e de bandeira ao alto...


Belos tempos páh. :P

Eu era ainda puto, teria 12 ou 13 anos e acompanhava todas as campanhas do então PPD. :grin:

Colava cartazes, anunciava nos megafones os comícios, discursava nos mesmos pela JSD, sempre voluntariamente e com uma paixão imensa. :grin:

Não é como agora, contratam-se empresas de marketing e a cáfila qua anda nas procissões partidárias ou são a pagantes em numerário ou em géneros, leia-se: almoços, jantares, Fátima ou tachos no parlamento, no governo e nas autarquias. :chapada:

Nunca vergaram a mola como eu e muitos do meu e certamente do teu tempo, tal como noutros partidos. :evil:

Eram tempos maravilhosos, de vez em quando havia porrada, outras vezes destruiamos os cartazes dos adversários ou boicotavamos os comícios dos adversários com ameaças de bomba...ehehe... :twisted:

Em campanhas em épocas de invernia convinha sempre acender um lume aqui ou acoli...ehehehe :twisted:

Por causa da politica chumbei dois anos seguidos no secundário por causa das faltas e depois o meu cota, nessa altura um esquerdista convicto enxertava-me como o caraças mas eu nunca desistia. :dedo:

Estava sempre disposto a mais uma campanha e a mais uma enxertia. :twisted:

O mais curioso de todos esses tempos foi que eu podia ter sido até aos dias de hoje um vigoroso socialista, imaginem. :P

Não perceberam?...eu explico. :whistle:

Aos 11/12 anos quando se combatia a mancha comuna que queria tornar Portugal num Gulag soviético, o partido mais forte era o PS do SÒares e eu admirava-o apenas por isso. :whistle:

Um dia dirigi-me à sede local do PS a oferecer os meus préstimos e para me tornar militante.

Fui atendido por um cavalheiro daqueles que se julgam donos do mundo que me atendeu de forma insultuosa e mandou-me lixar dizendo que eu era um puto do crl e expulsou-me da sede. :chapada:

Ainda hoje esse animal nunca foi e não é ninguém e nem calcula o prejuízo que a minha não aquisição lhe causou no partido. :dedo:

Uns tempos mais tarde, aderi definitivamente aquele que considero de LONGE o MELHOR PARTIDO português.

Infelizmente ao longo destes 34 anos parece que os seus dirigentes não aprenderam nada.

Quase nenhum dos que mamaram à custa do Partido andavam por lá no meu tempo.

Até metem nojo!PQOsP!!! :dedo:

Então esse kromo do José Manuel... :dedo:
Imagem
Avatar do Utilizador
XôZé
Mouro
Mouro
 
Mensagens: 5218
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 02:12

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor Arp » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 20:23

XôZé Escreveu:Uns tempos mais tarde, aderi definitivamente aquele que considero de LONGE o MELHOR PARTIDO português.

Infelizmente ao longo destes 34 anos parece que os seus dirigentes não aprenderam nada.

Quase nenhum dos que mamaram à custa do Partido andavam por lá no meu tempo.

Até metem nojo!PQOsP!!! :dedo:

Então esse kromo do José Manuel... :dedo:

:risada:
Isto, além da demonstração de uma fé inquebrantável, é, no mínimo, masoquismo. :content:

E, por hoje, vai sem comentar o teu pequeno tratado de incongruências.
:twisted:
O saber, o aprender o novo, só não encontra espaço em cabeças que já estão cheias, principalmente de ideias preconcebidas.
Arp
Avatar do Utilizador
Arp
Sargento-mor
Sargento-mor
 
Mensagens: 3414
Registado: Sábado 13 Outubro 2007, 14:02

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor XôZé » Quarta-Feira 22 Outubro 2008, 22:51

Arp Escreveu: E, por hoje, vai sem comentar o teu pequeno tratado de incongruências. :twisted:


Olha que pena...Imagem
Imagem
Avatar do Utilizador
XôZé
Mouro
Mouro
 
Mensagens: 5218
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 02:12

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor Viriato » Quinta-Feira 23 Outubro 2008, 04:32

XôZé Escreveu:Uns tempos mais tarde, aderi definitivamente aquele que considero de LONGE o MELHOR PARTIDO português.




SLB, SLB, SLB ! :risada:

:slb: :slb: :slb:
Imagem
Sou capaz do melhor como do pior, mas no pior, sou eu o melhor !
Avatar do Utilizador
Viriato
Manda chuva
Manda chuva
 
Mensagens: 3077
Registado: Segunda-Feira 8 Outubro 2007, 16:38
Localização: Cidade Luz

Re: Os exemplos cá de dentro

Mensagempor XôZé » Quinta-Feira 23 Outubro 2008, 16:57

Pois, para além de socialista também poderia ter sido lampião. :twisted:

O que me salvou foi o meu saudoso avô no bendito dia em que a Volta (antes do 25 do A) teve uma étapa que terminava em Loulé. :roll:

Comprou-me o chapéu do Joaquim Agostinho e a partir daí tornei-me um jovem com juízo. :risada:
Imagem
Avatar do Utilizador
XôZé
Mouro
Mouro
 
Mensagens: 5218
Registado: Sexta-Feira 12 Outubro 2007, 02:12

Próximo

Voltar para Sociedade

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante

cron